VALORIZE SUA FAMÍLIA

Lucas 15: 11-19, 25-32

Coisa terrível é quando o lar deixa de ser o lugar mais especial, quando estar junto da família não é motivo de alegria e o melhor é partir para bem longe. Era exatamente este o sentimento do filho mais moço e por isto tomou a decisão de pedir ao pai a parte da herança que lhe cabia e a sair de casa. Agora não havia mais nenhuma restrição, mais nenhuma necessidade de reverenciar aquele que lhe deu tudo até aquele dia. Tornou-se um jovem independente, “senhor do seu nariz”. Triste engano: tudo aquilo era passageiro e naquela miséria em que estava surge uma saudade. Do pai? Não. Da comida apenas, dos benefícios materiais que até os trabalhadores de seu pai desfrutavam. Infelizmente quantos não estão vivendo assim? O lar, o casamento, a família já não têm nenhum valor. Os bons sentimentos morreram. Tudo que se quer é distância. Quantos não buscam isto: uma oportunidade, uma desculpa, talvez um pouco mais de coragem pra romper com tudo e ir embora? Pode ser que ainda não o fizeram em função de alguma vantagem meramente material por exemplo. 

Assim, se o filho mais moço não serve como modelo a ser seguido, seria então o mais velho o padrão de comportamento ideal? Veremos que não. Simplesmente “morar debaixo do mesmo teto” e viver de aparências não é também referência para ninguém. Embora presente fisicamente, o coração do filho mais velho estava tomado de indignação e de revolta, o que nos deixa convictos de que os irmãos eram bem parecidos um com o outro. A boca do filho mais velho vai falar das mágoas, da sua justiça própria, da sua auto-defesa, enfim de todo mal que enchia o seu coração. O pai não era visto como amigo, o que ele queria era poder se alegrar com os amigos de fora. Novamente vemos que esta também é a situação de muitos lares; quantos não estão sustentando uma aparência simplesmente diante da sociedade? Quantos não conseguem ver amigos apenas no meio dos de  fora, pois em casa só enxergam “inimigos”?

Em ambos os casos vemos um completo desacordo com  os propósitos de Deus. Ele não criou você e  nem eu para vivermos infelizes dentro da nossa casa. Fugir, abandonar a família, não é a melhor saída. Como também não é a saída o viver de aparências, maquinando o mal. É certo que como um pai o Nosso Deus Pai deseja cuidar de nós e da nossa família. Problemas todos enfrentam, mas do Senhor vem a resposta para cada família. Ele é o Senhor que pode restaurar valores, libertar das mágoas e dos maus pensamentos, renovar o amor e a alegria em cada lar. Independente de você sentir que  está como um daqueles filhos saiba que Deus tudo pode fazer. Pare de “pensar pequeno”, sua família é uma bênção. Não desista, não se entregue à murmuração, o Pai é o amigo perfeito. 

VALORIZE SUA FAMÍLIA

2 comentários sobre “VALORIZE SUA FAMÍLIA

  1. JosuEmerick disse:

    Vemos, de todos os lados, a família sendo pressionada. O que o autor aqui mostra é como muitas vezes há uma operação maligna para tentar implodir a primeira instituição de Deus para o bem do homem. Felizes aqueles que tem, como os hebreus no tempo da saída do Egito, a luz dentro de suas casas.

    Curtir

  2. De fato as trevas têm dominado muitas casas e minado toda a alegria, toda a esperança, todo o discernimento, levando o homem a tomar atitudes inconseqüentes que atingem toda a família. O povo de Deus tem a luz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s