É CERTO QUE ELE VEM

João 11:3-15

Aquela casa em que viviam os três irmãos, Marta, Maria e Lázaro, já tinha recebido a visita de Jesus e de fato a relação entre eles não era meramente social; diz o verso 5 que Jesus os amava e aquele momento ainda que duro e difícil de se passar não poderia anular jamais este amor. Que glorioso é viver esta experiência! Um dia também Jesus entrou na nossa casa (coração) e nada mais pode anular esta experiência e este amor. A grande questão é que agora um membro daquela família estava enfermo e aí as irmãs tomaram logo a providência de mandar um recado a Jesus para que novamente estivesse com eles, certamente Ele poderia operar uma cura e fato é que uma grande expectativa por certo se criou a partir daquele instante. O jeito agora era aguardar e foi o que fizeram, mas os dias passavam e Jesus não chegava. A enfermidade de Lázaro se agravava, a aflição das irmãs só aumentava e a expectativa agora tornava-se em desilusão, em decepção e que pensamentos não povoaram a mente daquela família? “Ele disse que viria e não veio”, “Ele não vem mais”, “Ainda que viesse, agora é tarde: Lázaro está morto”. Isto acontece conosco muitas vezes, temos experiências com o Senhor,  somos amados e O amamos, mas a demora da resposta, a solução que não chega, tudo isto somado à nossa limitação humana, à nossa ansiedade, gera, lamentavelmente, a mesma conclusão: “Ele não vem”. É aí que mora o perigo, pois esta é a grande mensagem desta última hora: “Jesus vem” e absolutamente nada de bom ou de ruim desta vida pode anular esta esperança no meu e no seu coração. Finalmente chegou o dia e Jesus foi até a casa dos irmãos e o que era uma situação de enfermidade converteu-se em morte e esta é mais difícil de tratar. Difícil para nós. Para nós, aliás, impossível. Para Jesus, o Filho do Deus Vivo, curar ou ressuscitar tanto faz. E foi isto que Ele fez, Jesus ressuscitou a Lázaro e a alegria voltou àquela casa, uma alegria imensuravelmente maior. Talvez a situação que você está vivendo está pesada, você já está sofrendo há um tempo, já orou e não viu nenhuma mudança e, pior ainda, você já não crê, já não ama mais a vinda de Jesus, mas uma coisa é certa: ELE VEM. Pode ser que Ele venha hoje e retire o problema que aflige a sua vida; pode ser que Ele volte hoje e retire você desta vida de problemas e o leve para a Eternidade juntamente com a Igreja Fiel. Quando será não sabemos, mas brevemente Ele voltará e a alegria superabundará toda a lágrima.                           Maranata. Ora vem, Senhor Jesus! 

É CERTO QUE ELE VEM

CUIDADO COM O QUE VOCÊ “ALIMENTA”!

Jeremias 40

Diz o texto bíblico que o rei de Babilônia havia constituído a Gedalias governador da terra de Judá a fim de cuidar daqueles que não foram levados para o cativeiro. Muitos judeus então que estavam espalhados voltaram para a terra e ali colheram vinho e frutos do verão com muita abundância. Neste momento então se levanta Ismael, um enviado do rei de Amom, com o intento de anular aquele projeto, investindo contra a vida do governador Gedalias. Antes porém, Gedalias fora informado, tendo tempo suficiente de se prevenir, mas optou por desconsiderar o importante aviso que recebera de Joanã. Ismael então como havia proposto vai até Gedalias o qual cordialmente o recebe e ali comem pão juntos. Agora, já alimentado, Ismael e os que com ele vieram promovem uma matança começando por Gedalias. 

Em meio ao “cativeiro deste mundo” vemos muitos sendo levados, tornando-se escravos de tantas coisas, mas não podemos negar o quanto Deus nos tem abençoado. Não podemos, portanto, nos descuidar; temos podido contar a cada dia com o Espírito Santo que nos dá todos os avisos (a estes chamamos revelações) para a nossa salvação. Podemos valorizá-los ou desprezá-los como fez Gedalias naquele dia. Chega então aquilo que representa perigo para a nossa comunhão, para a nossa vida espiritual e o que fazemos? Trazemos pra dentro da nossa casa (tipo do nosso coração) e começamos a alimentar. Às vezes mágoas ou outros sentimentos perversos; às vezes até o próprio pecado e isto vai crescendo, vai se fortalecendo e nos mata. Sim. Aniquila o projeto de salvação na nossa vida. Ficam aqui algumas perguntas para nossa reflexão: O que você tem alimentado? Quais os sentimentos você tem cultivado? Com o que/quem você tem se relacionado? Qual valor você tem dado às revelações? A salvação ainda continua sendo seu bem maior ou você já tem outras prioridades?

CUIDADO COM O QUE VOCÊ “ALIMENTA”!